"... Ama-se pelo cheiro, pelo mistério, pela paz que o outro lhe dá, ou pelo tormento que provoca..."

Pessoal, clique em READ MORE para ler os posts completos,ok?

TRAÇAS E CIA - Férias e Sushi


 
Nossa, meu projeto "Traças e Cia - 2012" está meio abandonado, né!?
Não que eu não esteja lendo. Até agora li um livro por mês (esse mês acho que não conseguirei, pois peguei "Herança", o quarto livro da saga de Eragon, que enfim foi lançado no Brasil). Desta forma, não estou tão longe de alcançar o objetivo do projeto: ler pelo menos 12 livros no ano, mas faz tempo que não posto nenhuma opinião. Bom, aqui estão dois dos livros que li.

Férias! - Família Walsh, livro 2 - Marian Keyes
 

SINOPSE:
Rachel Walsh tem 27 anos e a grande mágoa de calçar 40. Ela namora Luke Costello, um homem que usa calças de couro justas. E é amiga - pode-se mesmo dizer muy amiga - de drogas. Até que a sua vida vai para o Claustro - a versão irlandesa da Clínica Betty Ford. Ela fica uma fera. Afinal, não é magra o bastante para ser uma toxicômana, certo? Mas, olhando para o lado positivo das coisas, esses centros de reabilitação são cheios de banheiras de hidromassagem, academia e artistas semifissurados (ao menos ela assim ouviu dizer). De mais a mais, bem que já está mesmo na hora de tirar umas feriazinhas. Rachel encontra mais homens de meia-idade usando suéteres marrons e sessões de terapia em grupo do que poderia supor a sua vã filosofia. E o pior é que parecem esperar que ela entre no esquema! Mas quem quer abrir as janelas da alma, quando a vista está longe de ser espetacular? Cheia de dor-de-cotovelo (o nome do cotovelo é Luke), ela busca salvação em Chris, um homem com um passado. Um homem que pode dar mais trabalho do que vale... Rachel é levada da dependência química para o terreno desconhecido da maturidade, passando por uma ou duas histórias de amor, neste romance que é, a um tempo, comovente, forte e muito, muito engraçado.

 Sushi - Marian Keyes
 

SINOPSE:
"Sushi" é um livro sobre a busca da felicidade. E ensina que, quando você deixa as coisas ferverem sob a superfície por tempo demais, cedo ou tarde elas acabam transbordando. Perspicaz, engraçado e humano, este romance de Marian Keyes consolida sua posição como a mais popular jovem autora da Grã- Bretanha. Lisa Edwards, a durona e sofisticada editora de revistas, acha que sua vida acabou, quando descobre que seu novo emprego "fabuloso" não passa de uma ordem de deportação para a Irlanda, com a missão de lançar a revista Garota. Ashling Kennedy, a editora assistente da Garota, também tem seus problemas. É a Rainha da Ansiedade, e não é de hoje que sente que algo não está cem por cento na sua vida. E não só porque o que lhe sobra são bolsas, falta em cintura e namorado - mas porque, no fundo, no fundo, falta algo mais, como aquele pontinho minúsculo que fica na tela quando a gente desliga a TV à noite. Conhecida como "Princesa", a vida sempre deu a Clodagh tudo que queria (e por que haveria de ser diferente, quando se é a garota mais bonita da turma?). Ao lado de seu príncipe e dois filhinhos encantadores, ela vive um conto de fadas doméstico em seu castelo. Mas então, por que será que nos últimos tempos anda sentindo vontade - e não pela primeira vez - de beijar um sapo? (Abrindo o jogo: de dormir com um sapo). Mais um sucesso de Marian Keyes, que vem divertindo milhares de leitores no mundo todo.

 

MINHA OPINIÃO:
Como já disse antes, demorei um pouco para me render ao tipo de escrita da Marian Keyes. Melancia tive que tentar ler por umas duas vezes antes de gostar da história.
A curiosidade da pessoa não deixou que eu parasse no primeiro. Então, resolvi que leria os demais, mas teria que trocá-los no Skoob. Na mesma época consegui Férias e Sushi, nomes sugestivos, né?!
"Férias" não é bem as férias que imaginamos. Nesse livro acompanhamos a história de Rachel, irmã da Clarie (lembra dela em Melancia?), que confesso no começo também não é tão envolvente. Quando ela começa a contar sobre sua vida de drogada até acreditei, como ela, que era exagero das pessoas e à medida que fui conhecendo-a fui querendo, mais e mais, saber o desenrolar da história. Torci por ela e Chris e até me irritei com ele,  fiquei brava com o Luke, mas torci bastante por eles.
Agora, "Sushi" achei meio confuso no começo. Até que pegamos o ritmo da história achamos que nada tem a ver com nada, mas dos três que li até agora foi o que me prendeu atenção mais rápido. Morri de ódio da Lisa na maior parte do livro e amei o final. Pena que termina! Queria saber a continuação dos casais. rss

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada pela visitinha.
Vou adorar um recadinho seu.
Ah, vai... deixa um "oi"! rs
Só clicar aí acima em "postar um comentário".
beijos

Quem passa por aqui!

Por onde passei...


Visualizar Por onde passei... em um mapa maior

  © NOME DO SEU BLOG

Design by Emporium Digital