"... Ama-se pelo cheiro, pelo mistério, pela paz que o outro lhe dá, ou pelo tormento que provoca..."

Pessoal, clique em READ MORE para ler os posts completos,ok?

Paraíba #2 - Rota dos Engenhos

Antes da viagem para João Pessoa, fiz uma pequena pesquisa para saber o que poderíamos fazer de interessante por lá e encontrei a cidadezinha de Areia com vários engenhos. Então colocamos no roteiro. No entanto, é muito difícil encontrar alguma agência que faça esse passeio, pois a procura é pequena.
Desta forma, combinamos com o taxista que havia nos levado de um hotel a outro e fechamos um pacote com ele. O pacote ficou em R$300,00 (R$150 para cada). Se houvesse mais gente conosco, sairia mais barato para cada pessoa.
No final das contas foi um amigo dele que nos levou, mas muito legal, pois ele se deu ao trabalho de entrar em contato com os engenhos para saber se estariam abertos no sábado, os horários e tudo mais.
Conhecemos boa parte do interior e nos divertimos com as cenas cotidianas que vimos.
Achei muito legal que praticamenttodas as casas têm as portas divididas ao meio para que possam abrir só a parte de cima e ficarem observando a rua. (Só não fotografei porque fiquei com medo de acharem ruim.)

Areia

Passamos primeiro pelo Engenho Volúpia, onde conhecemos o processo de produção e poderíamos degustar desde que comprássemos uma canequinha. Havia um monte de sabores de cachaça. Além disso, há um restaurante no engenho, que tem música ao vivo a partir das 11h30. 


Visitamos o Museu da Rapadura, que fica dentro da Universidade. O Sr Sebastião conta as histórias como se as tivesse vivido todas. Inclusive tivemos uma aula de História com ele.

Almoçamos no Restaurante da Vó Maria, que fica na estrada. Confesso, que a princípio fiquei com receio de parar para comer lá, já que estava de piriri, mas foi a comida mais barata e até gostosinha. A Karine comeu cabidela (sabe o que é isso? Descobri lá e nem se não tivesse passando mal comeriaÉ sangue de galinha em um molho esquisito. Ok, há quem goste! rs)
Depois do almoço visitamos o engenho Imaculada Conceição, que produz a cachaça Serra Limpa. Refizemos os passos da produção.
Fiquei impressionada com o orgulho e alegria demonstrados pelo Sr Inácio, proprietário, quando nos apresentou tudo.
Os funcionários trabalham ao som de música clássica e ainda utilizam carros de bois para carregar a cana.
Ao final da visitação, fiquei surpresa com a degustação. Prepararam uma mesa de aperitivos para consumirmos com a cachaça. Além disso, ele nos ensinou a tomar cachaça gelada e com abacaxi. Até eu, que não tomo, tomei. rsss Uma delícia!  

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada pela visitinha.
Vou adorar um recadinho seu.
Ah, vai... deixa um "oi"! rs
Só clicar aí acima em "postar um comentário".
beijos

Quem passa por aqui!

Por onde passei...


Visualizar Por onde passei... em um mapa maior

  © NOME DO SEU BLOG

Design by Emporium Digital