"... Ama-se pelo cheiro, pelo mistério, pela paz que o outro lhe dá, ou pelo tormento que provoca..."

Pessoal, clique em READ MORE para ler os posts completos,ok?

Itapipoca - CE... é longeee!!!

Itapipoca – CE... nunca tinha ouvido falar nessa cidade! Nem sabia que existia! Até que marcam uma capacitação lá.
Fui imaginando que era uma cidade horrível, mas me surpreendi, não é tão ruim assim.
Foram 8hs de ônibus até Belo Horizonte, onde encontrei a Flávia, e de lá fomos fazendo escala em Brasília, Teresina, para 6h depois chegar em Fortaleza – CE, onde as meninas (Célia Abib, Simone, Thelminha, Mariana, Cynthia) estavam nos esperando. Não sabíamos se a Camila já tinha ido ou não e não conseguimos falar com ela. Por isso, ela ficou para trás!

Na rodoviária a Flavinha resolveu atacar tudo: sorvete, churros...


Bom, na rodoviária a atendente da empresa de ônibus disse para a Simone que era o ônibus para “tô ruins”, que na verdade era Torrões sei lá o quê... srsrs.
O ônibus era tipo cata-jeca. Segundo a Célia era só o cachorro abanar o rabo que ele parava. No fim da viagem já tinha um monte de gente de pé dentro dele.


As meninas estavam realmente cansadas. Todas dormiram!


Como na cidade não tem táxi, tivemos que descer e sair puxando aquele monte de mala pelas ruas da cidade. Imagine só: 7 mulheres arrastando malas gigantes pelas ruas!
Pra variar eu perdi uma rodinha no aeroporto de Fortaleza.
O meio de transporte muito usado são uns caminhões, que cobram mais que o transporte coletivo de Uberaba. Tem na cidade toda e as pessoas se espremem lá dentro!!


Na hora do banho, SURPRESAAA!!! Abri o chuveiro e a água gelada; olhei, não tinha como abrir a quente; olhei de novo e o chuveiro não era ligado na energia... Não tinha água quente!! A Simone que adorou isso, né Si?!
As meninas iam para o salão lavar a cabeça. Detalhe: na água gelada! rsrs
Eu acordava 5h30 para lavar a minha, mas ficava meio lesada por um tempo. Cheguei a derrubar o café da Simone e dá uma olhada no jaleco... rsrsr.

No primeiro dia fomos almoçar em um restaurante gostosinho. Comemos camarão e galinha caipira... eu fiquei no camarão!

Quando descobrimos que uma sinetinha que tinha sobre a mesa era para chamar o garçom ele perdeu o sossego. Todo mundo quis tirar foto! E se não bastasse fazer o barulho...


Como sempre, nos reuníamos depois do trabalho para bater papo, rir... foi aí que descobrimos que no guarda-roupa tinha uma rede... aí virou festa, né?!


Terça-feira teve festa junina na serra e resolvemos de ir todas de chapéu (íamos alugar vestido!). Foi o maior mico, porque só tinha nosso grupo de chapéu... srsrs.

Acabou que na última hora resolvi ficar com a Célia e a Camila. Não estava em clima de festa! Fomos em um restaurante maravilhoso!!! Quem olha de fora não imagina como a comida de lá é deliciosa.



E o suco de manga, hein Camila? Já estava virando manga.
Em compensação fui experimentar o de melancia...


Depois desse dia fomos jantar quase todos os dias lá.




No caminho tinha uma pracinha que representa os três climas da cidade: praia, sertão e serra. Não podíamos deixar passar em branco...

E bem do lado tinha uma igrejinha bem bonitinha!

Na cidade tem um boteco bem esquisitão: Bar do Mozart. E dizem que tem uma história de quem vai em Itapipoca e não “sentou no pau do Mozart e não comeu da tripa dele não foi a cidade”. Então eu e a Thelma tivemos que visitar o local tão lendário. kkkkk

Realmente o lugar é único! A Thelma que diga... né Thelminha??

Enquanto experimentávamos as iguarias do Ceará: “baião”, a Camila comia lagosta na praia!!! Vê se pode!!
No último dia fomos para um restaurante com som ao vivo para comemorar o encerramento da semana e o sucesso da capacitação. Minha turma era muito tranqüila e interessada!
A Flávia até ofereceu uma música pra nós mesmas, rsrsrs.

Tivemos que aprender um pouco de “cearês”. Rsrs
A Simone levou um susto quando a mandaram “rebolar no mato”, até descobrir que era jogar alguma coisa fora.
A Thelma anotou várias expressões. Lembro da seguinte: “já comi toucinho com mais cabelo”, que quer dizer: já tive problemas piores.
Essa me fez lembrar dos porcos, que quando não estavam andando livremente pelas ruas, estavam amarrados mortinhos bem na rua.

4 comentários:

Simone Skoufas 16 de julho de 2008 00:42  

Nossa foi hilário né, muitos causos pra contar...rs.
Adorei!
Estaremos juntas em Mariana/MG.

Danúzio 24 de janeiro de 2014 04:34  

Katia, desculpa ter errado seu nome. Tava navegando em outros sites e me confundi.
Abraços.

Danúzio 24 de janeiro de 2014 04:35  

Simone, que bom que você pareceu ter se divertido e gostado de Itapipoca. Sou de Fortaleza, mas tenho um vínculo muito forte com essa cidade maravilhosa na qual trabalhei seis anos.
Ah! Gostei muito do Blog. Adorei o relato das experiências e, mais ainda, o tom intimista. Felicidades.

Kátia Cris 16 de fevereiro de 2014 16:28  

Danúzio, que bom que gostou do blog! Há algum tempo não vou para esses "lados". Conheci pouco Fortaleza e gostaria de voltar.

Postar um comentário

Obrigada pela visitinha.
Vou adorar um recadinho seu.
Ah, vai... deixa um "oi"! rs
Só clicar aí acima em "postar um comentário".
beijos

Por onde passei...


Visualizar Por onde passei... em um mapa maior

  © NOME DO SEU BLOG

Design by Emporium Digital