"... Ama-se pelo cheiro, pelo mistério, pela paz que o outro lhe dá, ou pelo tormento que provoca..."

Pessoal, clique em READ MORE para ler os posts completos,ok?

(Minas Gerais) Estrada Real

Enfim o carnaval está terminando... acho que estou velha!
Até já fui pra rua, mas hoje prefiro ficar quieta.
Queria mesmo era ter ido para uma praia... tendo areia, mar e sol estaria perfeito!! rs
Bom, mas nada como passar o carnaval para começar o ano, né!? \o/
Então, nesse momento estou indo ali em Pouso Alegre de novo e já volto. (Já volto mesmo, porque é um trabalho e poucos dias.)
Enquanto isso, resolvi falar da Estrada Real.
"Estrada Real era o nome alusivo a qualquer via terrestre que, à época do Brasil Colônia, era percorrida no processo de povoamento e exploração econômica de seus recursos, em articulação com o mercado internacional."
Se olhar no mapa verá que há o Caminho Velho e o Novo.
Para ver e pesquisar no mapa: http://site.er.org.br/
O Caminho Velho foi bastante usado para a exploração e retirada de ouro de Minas Gerais pelos portugueses, que o levava até Paraty e de lá para o Rio de Janeiro, onde embarcava para Portugal. Esse caminho era percorrido em, aproximadamente, 95 dias de viagem, imagina! Era constituído crime sair dessa rota sem autorização da coroa. Claro!! Acha que eles iam querer alguém "desviando" ouro?!?
Já o Caminho Novo foi criado para facilitar o acesso ao Velho e levar direto à capital fluminense.
Existe também o Caminho dos Diamantes, que "destaca-se pela beleza natural. Abriga o Parque Nacional da Serra do Cipó – trecho da Reserva da Biosfera da Serra do Espinhaço – e suas cachoeiras, paredões e serras que permitem atividades como canoagem, rafting, moutain bike, cavalgadas, escaladas e, claro, boas viagens de carro por estradas de terra, entre pequenas cidades e vilarejos, ricos em fauna e flora."
Olhando minhas fotos aqui esse fim de semana, percebi que já estive em várias cidades da Estrada Real.
Confesso que na época em que estive lá nem me dei conta disso. Lembro da plaquinha que tem em todas elas, informando que faz parte da Estrada Real, mas...
Vou começar pelo "Caminho dos Diamantes".

SANTA BÁRBARA

Fui parar em Santa Bárbara em um feriado com uma amiga, na casa de uns familiares dela. Não conheci muito do lugar, mas como em qualquer cidade daquela região de Minas, é cheia de casas históricas e igrejas.
Capela Rosário dos Negros
"Embora apresente um estilo arquitetônico interessante, especialmente pela sua fachada semelhante à proa de um navio negreiro, como a de Nossa Senhora do Ó de Sabará, é na ornamentação interna que está a principal riqueza da capela de Nossa Senhora do Rosário dos Negros, de Santa Bárbara.

O trabalho de escultura foi, na sua quase totalidade, substituído pela pintura, que avança a partir do forro da capela-mor e cobre todo o altar, retomando a perspetiva arquitetônica, porém com uma nova função ilusionista, uma das características principais do barroco mineiro.

Durante muitos anos, o lendário padre Lucindo de Souza Coutinho, proprietário do casarão onde hoje é a Casa da Cultura, por imposição do Vaticano, celebrou nesta capela apenas para negros, mulatos e mestiços. Diz a lenda que o padre utilizava de um túnel cavado por escravos fugidos para se deslocar de casa para a igreja longe dos olhares curiosos da população
." (Fonte: Site da prefeitura de Santa Bárbara, acesso em 21/02/12.)

Quando estive lá, ela estava fechada e não pude entrar.


Matriz de Santo Antônio
Não deve ser novidade, mas igreja em Minas, ainda mais no caminho do Ouro, ou melhor, dos diamantes, só poderia ser cheia de ouro na decoração, né?!
Para quem gosta de Arte é um passeio legal, pois por dentro vai do barroco ao rococó. Além de obras do Manoel da Costa Athayde no forro e nas paredes.
Entramos à noite, quando estava terminando a missa, mas se pretende fazer uma "visita turística", ela abre de 3ª feira à domingo, às tardes.

Prédio da Prefeitura
Em Santa Bárbara, nem dá para indicar onde comer ou ficar, já que aproveitei da casa e das refeições da Dona Tonica. rsss

CATAS ALTAS
A cidade é minúscula e lindinha!
Já pertenceu ao município de Santa Bárbara. E se quiser ir de ônibus pra lá, tem o Pássaro Verde saindo de Belo Horizonte, são 120 km, mas é claro que deve passar em várias outras cidadezinhas.


Prefeitura
O que mais gostava de fazer por lá era caminhar, afinal o cenário é único.
Não é em qualquer lugar que se começa andando numa estradinha dessas...


... e de repente já está no pé da Serra.
Se seguir em frente tem um córrego (zinho), mas também pode-se subir. Logo na metade da subida encontramos um trilho do trem (trem de verdade, tá!? Nada de trem de mineiro! rs)
E lá no meio ainda tem algumas quedas d'água. (Pena que não tenho foto que preste de lá.)

Mas vou dizer, acordar todos os dias com essa imagem maravilhosa ao fundo era perfeito!!
Bom, essa é a Serra do Caraça. É possível se hospedar lá em cima, na pousada do Santuário do Caraça. No site diz que só é possível visitar o Santuário com guia e é cobrada uma taxa de entrada.
Aqui tem mais informações: Santuário do Caraça e Serra do Caraça.
Há histórias de que, durante o passeio e estadia por lá, é possível chegar bem próximo ao lobo guará, que vai buscar comida à noite.

Na época (2008), me disseram que não havia lugar para comer em Catas Altas no domingo à noite, mas descobri que uma das melhores pizzarias de Minas fica lá, e detalhe... atende aos domingos. rs
Mas tirando a pizza, confesso que comer por lá não foi muito fácil.
Os restaurantes ficam praticamente todos próximos à praça central. Não me lembro do nome de nenhum.
O que tem o aspecto melhor, além de caro, o atendimento é muito ruim. Em outro, comi um PF, que não sei como ainda estou viva. rss
Mas vale a pena!!

MARIANA
Foi a primeira de todas as cidades deste post que conheci e fiquei encantada com os prédios e casas de lá.
Pensem em um lugar onde preservaram tudo e, tudo que foi chegando (bancos, empresas, lojas), teve que se adequar às faixadas históricas... o primeiro que achei fofo foi esse Itaú, mas tem vários outros.

É uma cidade em que se preservam até o hábito de sentar na praça e ficar jogando conversa fora.

Em qualquer busca que fizer na net sobre Mariana aparecerá a Rua Direita (essa aí abaixo).
Nada de mais! Comércio em casarões históricos. rs
Em 2008, se não engano, era uma das poucas ruas que não tinham cabos elétricos cruzando em cima de nossas cabeças.
Numa segunda visita, já estavam mexendo praticamente na cidade inteira para escondê-los, já que é uma cidade histórica e estava aguardando ser tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).


Igreja de São Francisco de Assis (esquerda) e Igreja da Nossa Senhora do Carmo
Na Praça Minas Gerais tem as duas igrejas e em frente a Casa da Câmara e Cadeia. Além do Pelourinho.
Dizem que havia ou há um túnel que liga as duas igrejas, que era usado pelos escravos para que pudessem entrar na Igreja de São Francisco de Assis para limpar sem entrar pela porta da frente... afinal, eram escravos!! aiaiai
O mais estranho de entrar nela é saber que está pisando em vários túmulos (a Ana Flávia quase teve um treco quando descobrimos, rss).
Deu para perceber que o carro não é muito necessário lá, né?!
Os guias são bem educados, mas não ouse fazer uma pergunta se não tiver interesse em pagar. rs

Lugar para ficar em Mariana, sem dúvida alguma, eu indico a Pousada da Chácara, na Rua Amélia Alves, 77/81 - São José - (0xx31) 3557-2750.
Não se assuste se o taxista te levar para um bequinho!
Para comer, não me lembro! Sei que pedia sempre na pousada, mas era indicação dos donos.
Aqui tem mais informações: Site Oficial de Turismo.

Um pouco afastada de cidade, há a Mina da Passagem, onde se pode descer a uma mina de ouro. (não consegui ir).
De Mariana a Ouro Preto é um pulo! Que pode ser feito de ônibus ou maria fumaça.
Recomendo a maria fumaça só na ida. Vá de trem para conhecer o caminho, que é bem bonito, e volte de ônibus, pois tenho certeza que estará cansado (a).




OURO PRETO
Se for primeiro em Ouro Preto, vou dizer que Mariana perde um pouco a graça, porque Ouro Preto transpira História.
A sensação é de que a qualquer momento um escravo ou uma das mulheres, com aqueles vestidos enormes, sairá de uma das casas. Não se assuste se vir alguma pelas ruas... é que tem lugares onde tem as roupas e acessórios para que os turistas possam fazer fotos.

Museu da Inconfidência
Melhor nem comentar que, um museu desse tamanho, no meio da praça, e não entrei, né?!
Tudo bem... motivos para voltar! rs
É preciso preparo físico para andar em Ouro Preto. Eita cidade que tem morro!


Igreja São Francisco de Assis
Outra Igreja São Francisco de Assis... a mais famosa de Ouro Preto, um dos exemplares do barroco mineiro. Sua construção foi iniciada em 1766 e é considerada obra-prima de Aleijadinho... tão suntuosa quanto a de Mariana!
Há obras de anjos e santos que dão até medo (ainda consigo visualizar um deles). A impressão é que estão te olhando de verdade.
A entrada é paga e não pode fotografar seu interior.
Na praça, logo em frente à igreja, há uma feira de artesanato, principalmente feito em pedra sabão.
Para mais informações sobre a cidade: Site Oficial de Ouro Preto.

Ouro Preto é o fim do caminho dos Diamantes e começo dos outros dois.
No Caminho Velho, conheci só Congonhas, Tiradentes e São João Del Rey (se é que podemos considerar conhecer o fato de entrar em uma igreja) e no novo, Ouro Branco, Juiz de Fora ("tô bege", só agora descobri que também faz parte da Estrada Real) e Petrópolis, no Rio.

3 comentários:

Catarina M Monguilhott 2 de março de 2012 21:09  

Que super post!!!!já estive nesse lugares com meu marido....saudades.
bjs

Ludmy 14 de março de 2012 07:52  

Olá Katia,

Você poderia passar o seu e-mail de contato? O meu é ludmy@minube.com

Obrigada,

Ludmy

Luciana 18 de março de 2012 11:13  

Adorei esse post, dessas cidades todas só conheço e não tanto quanto queria é Ouro Preto, mas esta na minha lista fazer esse percurso completo deve ser maravilhoso.

Bjo

Luciana

Postar um comentário

Obrigada pela visitinha.
Vou adorar um recadinho seu.
Ah, vai... deixa um "oi"! rs
Só clicar aí acima em "postar um comentário".
beijos

Por onde passei...


Visualizar Por onde passei... em um mapa maior

  © NOME DO SEU BLOG

Design by Emporium Digital